Estados Unidos enviam empreiteiros militares privados da Líbia para a Europa | Dilyana Gaytandzhieva

0

Por Dilyana Gaytandzhieva

Pelo menos 150 empreiteiros militares particulares foram transportados para a Europa em voos fretados pelo Pentágono durante as últimas semanas, de acordo com informações e dados de voo analisados pela Arms Watch.

Empreiteiros militares norte-americanos operando em Benghazi (Líbia) foram transferidos para a capital da Bulgária, Sófia, em 28 de outubro de 2020, via Malta, utilizando duas aeronaves, conforme fontes do aeroporto de Sófia revelaram.

Boeing 767 com registro N495AX operado pela Omni Air, EUA (um empreiteiro do Pentágono que trabalha sob um contrato de US$ 19,8 milhões para serviços de transporte aéreo, de acordo com informações do registro de contratos federais dos EUA)

Um  avião Saab 2000 com registro ES-NSH operado pela Nyx Air – Estônia

Estados Unidos enviam empreiteiros militares privados da Líbia para a Europa | Dilyana Gaytandzhieva 1
N495AX Omni Air Boeing 767 (Dilyan T., flickr)
Estados Unidos enviam empreiteiros militares privados da Líbia para a Europa | Dilyana Gaytandzhieva 2
A companhia aérea americana Omni Air opera voos militares para o Pentágono sob um contrato de US$ 19,8 milhões para serviços de transporte aéreo. Fonte: govtribe

Em 27 de outubro de 2020 às 14:23 UTC o Boeing 767 americano com registro N495AX operado pela Omni Air decolou do Aeroporto Internacional de Dulles, Washington e às 22:51 UTC pousou no Aeroporto de Sófia.

Estados Unidos enviam empreiteiros militares privados da Líbia para a Europa | Dilyana Gaytandzhieva 3

Em 28 de outubro às 3:45h o N495AX partiu do aeroporto de Sófia e às 6:23h pousou em Erbil, Iraque.

Estados Unidos enviam empreiteiros militares privados da Líbia para a Europa | Dilyana Gaytandzhieva 4
Estados Unidos enviam empreiteiros militares privados da Líbia para a Europa | Dilyana Gaytandzhieva 5

Às 7:50h (hora local) o avião de registro N495AX partiu de Erbil para Malta.

Estados Unidos enviam empreiteiros militares privados da Líbia para a Europa | Dilyana Gaytandzhieva 6
Estados Unidos enviam empreiteiros militares privados da Líbia para a Europa | Dilyana Gaytandzhieva 7

Enquanto isso, às 7:21h, o estoniano Nyx Air ES-NSH partiu de Malta para Benghazi.

Estados Unidos enviam empreiteiros militares privados da Líbia para a Europa | Dilyana Gaytandzhieva 8

Já o ES-NSH partiu de Benghazi para Malta e às 10:50h a aeronave pousou no aeroporto de Luqa, Malta.

Estados Unidos enviam empreiteiros militares privados da Líbia para a Europa | Dilyana Gaytandzhieva 9

Uma hora depois, às 11h56 am, o N495AX aterrissou em Malta vindo de Erbil.

Estados Unidos enviam empreiteiros militares privados da Líbia para a Europa | Dilyana Gaytandzhieva 10

Poucos minutos depois, o avião estoniano ES-NSH decolou de volta para Benghazi.

Estados Unidos enviam empreiteiros militares privados da Líbia para a Europa | Dilyana Gaytandzhieva 11

Depois que o ES-NSH partiu para Benghazi, o N495AX partiu para Sofia às 13h.

Estados Unidos enviam empreiteiros militares privados da Líbia para a Europa | Dilyana Gaytandzhieva 12
Estados Unidos enviam empreiteiros militares privados da Líbia para a Europa | Dilyana Gaytandzhieva 13

Passageiros de Erbil a Benghazi

Segundo informações de voo, 17 passageiros da Erbil foram transportados pela Omni Air N495AX para Malta de onde foram transferidos para Benghazi pela Nyx Air, matricula ES-NSH.

Passageiros de Benghazi para Sofia

23 passageiros de Benghazi foram transportados pela Nyx Air no ES-NSH para Malta de onde foram transferidos para Sofia pela Omni Air, no avião de registro norte americano N495AX, como revelam informações do Aeroporto de Sofia. Os dois aviões trocaram passageiros.

Embora o exército americano não opere oficialmente em Benghazi, o número de voos entre Benghazi e Washington aumentou desde junho, de acordo com um relatório de investigação publicado pelo The Times.

O N495AX partiu de Sofia para Washington e aterrissou no aeroporto de Dulles às 00:54 UTC do dia 29 de outubro.

Estados Unidos enviam empreiteiros militares privados da Líbia para a Europa | Dilyana Gaytandzhieva 14

No mesmo dia, 29 de outubro, às 14:05 UTC, a mesma aeronave Omni Air (N495AX) partiu do aeroporto de Washington Dulles e pousou novamente no aeroporto de Sofia às 12:30 (dois voos consecutivos em apenas dois dias).

Estados Unidos enviam empreiteiros militares privados da Líbia para a Europa | Dilyana Gaytandzhieva 15

Duas horas e 25 min depois, às 2:55 am do dia 30 de outubro outro Omni Air Boeing 767 com registro N207AX pousou no Aeroporto de Sófia vindo do Aeroporto de Washington Dulles.

Estados Unidos enviam empreiteiros militares privados da Líbia para a Europa | Dilyana Gaytandzhieva 16

Enquanto o N207AX (OAE6639) ainda estava taxiando, os outros aviões da Omni Air N495AX (Boeing 767) partiram de Sofia às 3:02 da manhã em direção leste para Cabul e depois voltaram para Sofia e Washington.

Estados Unidos enviam empreiteiros militares privados da Líbia para a Europa | Dilyana Gaytandzhieva 17

Voos militares com status especial para Sofia e Bucareste

A Omni Air realizou uma série de voos para a Bulgária e Romênia nos últimos meses, como os dados de voo mostram. A companhia aérea foi contratada pela US Transportation Command para transportar passageiros e cargas para o Pentágono, de acordo com informações do registro de contratos federais dos EUA. Estes voos são militares com status especial operados por aeronaves civis – voos MARSA.

Estados Unidos enviam empreiteiros militares privados da Líbia para a Europa | Dilyana Gaytandzhieva 18
Omni Air N495AX no Aeroporto de Bucareste em 25 de setembro de 2020. (Foto: Mihai Cioponea, jetphotos)
Estados Unidos enviam empreiteiros militares privados da Líbia para a Europa | Dilyana Gaytandzhieva 19
Pouso do Omni Air N648AX no Aeroporto de Sófia em 3 de junho de 2020. (Foto: Stefan P., jetphotos)

A atividade incomum dos EUA nos Bálcãs aconteceu dias antes das eleições presidenciais na Moldávia, programadas para ocorrer no domingo, 1º de novembro de 2020. A 4ª eleição presidencial desde a declaração de independência da nação. Os eleitores poderão ou eleger um novo presidente ou reeleger o atual presidente Igor Dodon.

A data chave das eleições é 11 de novembro, após o qual o nome do novo presidente da Moldávia será conhecido.

O Secretário de Defesa dos EUA, Mark Epster, já anunciou que os EUA irão expandir ainda mais sua cooperação de defesa com a Bulgária e a Romênia. É provável que tais planos incluam a transferência urgente de empreiteiros militares de zonas de guerra para a Europa.

***

Dilyana Gaytandzhieva é uma jornalista investigativa búlgara, correspondente do Oriente Médio e fundadora da Arms Watch. Nos últimos dois anos, ela publicou uma série de relatórios reveladores sobre o fornecimento de armas a terroristas na Síria, Iraque e Iêmen. Seu trabalho atual está focado na documentação de crimes de guerra e exportação ilícita de armas para zonas de guerra ao redor do mundo.

Originalmente em Armswatch.com

Quando os deploráveis se tornam os ingovernáveis | Pepe Escobar 1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui