EUA alimentam a guerra síria com novos fornecimentos de armas aos terroristas da Al Qaeda | Dilyana Gaytandzhieva

0

Por Dilyana Gaytandzhieva

O Pentágono está comprando armas no valor de 2,8 bilhões de dólares para zonas de conflito em todo o mundo. A maioria destas armas é destinada à Síria.

Vários vídeos publicados pelo Hayat Tahrir Al Sham (anteriormente conhecido como Frente Al Nusra – filial da Al Qaeda na Síria) mostram que os terroristas já estão sendo supridos com sofisticados mísseis anti-tanque americanos TOW.

Os EUA designaram o Hayat Tahrir al-Sham (HTS) como uma organização terrorista. Entretanto, os mísseis americanos aparecem na linha de frente na Síria sendo utilizados pelo mesmo grupo.

EUA alimentam a guerra síria com novos fornecimentos de armas aos terroristas da Al Qaeda | Dilyana Gaytandzhieva 1
Um sistema de mísseis TOW de fabricação americana apreendido pelas tropas sírias durante sua ofensiva em Urum al-Kubra, na zona de desescalada do Idlib. A província está sob o controle do grupo terrorista HTS. (Telegram)
EUA alimentam a guerra síria com novos fornecimentos de armas aos terroristas da Al Qaeda | Dilyana Gaytandzhieva 2
EUA alimentam a guerra síria com novos fornecimentos de armas aos terroristas da Al Qaeda | Dilyana Gaytandzhieva 3
EUA alimentam a guerra síria com novos fornecimentos de armas aos terroristas da Al Qaeda | Dilyana Gaytandzhieva 4
EUA alimentam a guerra síria com novos fornecimentos de armas aos terroristas da Al Qaeda | Dilyana Gaytandzhieva 5

Estes sistemas de armas TOW foram entregues pela Raytheon Company ao Corpo de Fuzileiros Navais dos EUA sob um contrato de $1,4 bilhões (2012-2019). Parte deles foram posteriormente enviados para a Síria.

Enquanto o Departamento de Estado americano listou o líder Abu Mohammad al-Julani, Hayat Tahrir al-Sham, como um “Terrorista Global Especialmente Designado” e anunciou uma recompensa de US$ 10 milhões por informações que levassem à sua captura, o grupo terrorista Jolani foi bem equipado com mísseis feitos pelos EUA na Síria. Uma série de vazamentos confidenciais nos últimos anos já expôs o papel de liderança dos EUA no armamento de militantes na Síria.

EUA alimentam a guerra síria com novos fornecimentos de armas aos terroristas da Al Qaeda | Dilyana Gaytandzhieva 6
Abu Mohammad al-Julani, líder do Hayat Tahrir Al Sham (HTS)
EUA alimentam a guerra síria com novos fornecimentos de armas aos terroristas da Al Qaeda | Dilyana Gaytandzhieva 7
Imagens publicadas pela agência de notícias Ibba, ligadas à organização terrorista HTS, mostram militantes do grupo sendo treinados para operar sistemas de armas americanas BGM-71 TOW, sistemas anti-tanque Kornet e Konkurs na província síria de Idlib (Telegram @new_militarycolumnist)

Armas não-convencionais

Documentos obtidos do Registro Federal de Contratos dos EUA revelam que o Picatinny Arsenal do U.S. Army Combat Capabilities Development contratou oito empresas americanas para adquirir armas não-convencionais dos EUA de 2020 a 2025. De acordo com a solicitação do Pentágono W15QKN-19-R-0049 “Nonstandard Weapons, Parts and Accessories”, as entregas incluiriam os “teatros de conflito”.

EUA alimentam a guerra síria com novos fornecimentos de armas aos terroristas da Al Qaeda | Dilyana Gaytandzhieva 8

Contratistas do Pentágono

As empresas americanas, encarregadas do fornecimento de armas são: TLG Worldwide, LLC, Multinational Defense Services LLC, Greystone CS3 LLC, Global Ordnance LLC, UDC USA, Inc., Culmen International, LLC, Blane International Group, Inc., Sierra Four Industries Corp. O valor potencial dos oito contratos é de US$ 350 milhões para um período de 5 anos – de 2020 a 2025.

EUA alimentam a guerra síria com novos fornecimentos de armas aos terroristas da Al Qaeda | Dilyana Gaytandzhieva 9
EUA alimentam a guerra síria com novos fornecimentos de armas aos terroristas da Al Qaeda | Dilyana Gaytandzhieva 10

De acordo com o US Federal Procurement Data System, as oito empresas já receberam pedidos com um valor estimado de US$ 25 milhões cada ou US$ 200 milhões combinados sob o programa de 5 anos do Pentágono para fornecimento de armas não convencionais nos EUA. Estas são armas estrangeiras não compatíveis com o padrão militar americano, portanto não podem ser usadas pelo exército americano e serão entregues como ajuda militar a terceiros.

EUA alimentam a guerra síria com novos fornecimentos de armas aos terroristas da Al Qaeda | Dilyana Gaytandzhieva 11
Contrato 1: Sierra Four Industries – W15QKN20D0013
EUA alimentam a guerra síria com novos fornecimentos de armas aos terroristas da Al Qaeda | Dilyana Gaytandzhieva 12
Contrato 2: Culmen International, LLC – W15QKN20D0014
EUA alimentam a guerra síria com novos fornecimentos de armas aos terroristas da Al Qaeda | Dilyana Gaytandzhieva 13
Contrato 3: Multinational Defense Services LLC – W15QKN20D0015
EUA alimentam a guerra síria com novos fornecimentos de armas aos terroristas da Al Qaeda | Dilyana Gaytandzhieva 14
Contrato 4: UDC USA, Inc. – W15QKN20D0016
EUA alimentam a guerra síria com novos fornecimentos de armas aos terroristas da Al Qaeda | Dilyana Gaytandzhieva 15
Contrato 5: Global Ordnance LLC – W15QKN20D0017
EUA alimentam a guerra síria com novos fornecimentos de armas aos terroristas da Al Qaeda | Dilyana Gaytandzhieva 16
Contrato 6: Blane International Group, Inc. – W15QKN20D0018
EUA alimentam a guerra síria com novos fornecimentos de armas aos terroristas da Al Qaeda | Dilyana Gaytandzhieva 17
Contract 7: Greystone CS3 LLC – W15QKN20D0019
EUA alimentam a guerra síria com novos fornecimentos de armas aos terroristas da Al Qaeda | Dilyana Gaytandzhieva 18
Contrato 8: TLG Worldwide, LLC – W15QKN21D0011

Modelos e país de origem das armas

De acordo com as descrições das armas, não seriam de padrão americano e sim originárias da Bulgária, Sérvia e Romênia. A solicitação do Pentágono W15QKN19R0049 especifica que “as instruções de embarque para o consignatário (ship-to) serão fornecidas antes da data programada de entrega dos itens exigidos sob esta requisição”.

Os empreiteiros americanos devem adquirir os seguintes itens destas fábricas em particular na Bulgária, Sérvia e Romênia:

New Production Arsenal, Bulgaria model AR-M1 Rifle

New Production Zastava, Serbia model M84 Machine Gun

New Production U.M. Cugir, Romania 12.7mm machine gun similar to DShK(M)

New Production Carfil, Romania AG7S

New Production Arsenal, Bulgaria model ATGL-H

EUA alimentam a guerra síria com novos fornecimentos de armas aos terroristas da Al Qaeda | Dilyana Gaytandzhieva 19
EUA alimentam a guerra síria com novos fornecimentos de armas aos terroristas da Al Qaeda | Dilyana Gaytandzhieva 20
EUA alimentam a guerra síria com novos fornecimentos de armas aos terroristas da Al Qaeda | Dilyana Gaytandzhieva 21
EUA alimentam a guerra síria com novos fornecimentos de armas aos terroristas da Al Qaeda | Dilyana Gaytandzhieva 22
Descrições de armas de itens fabricados na Bulgária, Sérvia e Romênia (Fonte: Solicitação W15QKN19R0049, Comando de Contratação do Exército dos EUA (ACC) Picatinny Arsenal)

Os contratistas que trabalham sob o programa não estão autorizados a publicar ou liberar publicamente informações específicas do contrato, tais como quantidades de itens ou destinos. Também não têm permissão para publicar ou de outra forma divulgar publicamente imagens ou identidades identificáveis do pessoal do Governo envolvido no programa sem autorização específica. Isto inclui material de marketing, bem como a publicação na mídia social.

End User Certificates (Certificados de usuário final)

A solicitação do Pentágono descreve os seguintes “cenários de entrega”:

15.000 rifles estilo AK/AKM de 7,62x39mm, devem ser entregues em Podhum, Croácia. O governo dos EUA pretende fornecer um End User Certificate CAT 1 (EUC) assinado pelo USG para esta solicitação. A condição aceitável para esta exigência é ser excedente ou superior. Estes itens são exigidos com urgência.

O End User Certificate CAT 1 (EUC) é emitido pelo Governo dos EUA a terceiros para “fins de defesa”. Isto praticamente significa que os EUA podem fornecer armas a militantes que não sejam estados sob o pretexto de “para defesa”.

60 metralhadoras 7,62x54R MG-1M do Arsenal, Bulgária, devem ser entregues no Depósito do Exército de Anniston, AL, EUA. O governo dos EUA pretende utilizar esses itens para fins de defesa, incluindo a transferência por meio de subsídios, programas de Educação e Treinamento Militar Internacional (IMET), Vendas Militares Estrangeiras (FMS), e outras autoridades de assistência de segurança e cooperação de armamento, para o Governo de Burkina Faso. As propostas devem incluir uma discussão sobre o End User Certificate apropriado e o signatário a ser utilizado a fim de efetuar a exportação destes bens da Bulgária para os EUA, dada a intenção do Governo dos EUA de utilizar para fins de defesa. A condição aceitável para esta exigência é que os itens sejam de tipo “new production”, ou seja, produzidos após a adjudicação do contrato.

Curiosamente, embora as armas sejam destinadas para “fins de defesa” para o Governo de Burkina Faso, as armas devem ser entregues no Depósito do Exército de Anniston, EUA.

16 unidades de metralhadoras de 12,7x108mm similares à DShK(M), de fabricação romena, com acessórios a serem entregues no Aeroporto Internacional Aden Adde/Mogadíscio (MGQ), Somália, com destino final no Escritório de Apoio da ONU para a AMISOM UNSOS (Missão da União Africana para a Somália). O Governo dos EUA pretende fornecer um End User Certificate de Categoria 3 assinado pelo Governo da Somália para esta solicitação. A condição aceitável é que os itens sejam de produção nova, após a adjudicação do contrato.

350 unidades do lançador RPG-7 a serem entregues no aeroporto de Cabul, no Afeganistão. O USG pretende fornecer um End User Certificate de Categoria 3 assinado pelo Governo do Afeganistão para esta solicitação. A condição aceitável é que os itens sejam de produção nova, após a adjudicação do contrato.

100 peças do lançador SPG-9 deve ser entregue no Campo Arifjan, Kuwait. O Governo dos EUA pretende fornecer um End User Certificate de Categoria 3 assinado pelo Governo do Iraque para esta solicitação. A condição aceitável para esta solicitação é de Estoque Antigo ou melhor. Estes itens são exigidos com urgência.

O End User Certificate de Categoria 3 é emitido pelo Governo dos EUA “para fornecer o item aos aliados envolvidos juntamente com os Estados Unidos em conflito armado com um inimigo comum”. Curiosamente, embora as armas devam ser exportadas com um End User Certificate assinado pelo Governo do Iraque, seu destino não é o Iraque, mas o campo militar americano Arifjan, no Kuwait.

EUA alimentam a guerra síria com novos fornecimentos de armas aos terroristas da Al Qaeda | Dilyana Gaytandzhieva 23
Fonte: W15QKN19R0049, US Army Contracting Command (ACC) Picatinny Arsenal

Task Force Smoking Gun

Por que o Pentágono está planejando enviar 15.000 peças de rifles AK47 (da Bulgária e Sérvia) para um depósito em Podhum, Croácia, embora a Croácia não seja o usuário final desses rifles?

O Pentágono implantou um código secreto da unidade do US Special Operations Command chamado Task Force Smoking Gun na Croácia desde 2017, em apoio ao programa do Comando de Operações Especiais dos Estados Unidos (USSOCOM) na Síria. De acordo com e-mails vazados, publicados pelo Arms Watch em 2019, a Task Force Smoking Gun tem operado um depósito de armas na cidade croata de Podhum, perto do Aeroporto de Rijeka, de onde as transportadoras americanas comissionadas pelo Pentágono (Atlas Air e Kalitta Air) transportaram a carga militar para a base aérea americana de Al Udeid, no Qatar.

EUA alimentam a guerra síria com novos fornecimentos de armas aos terroristas da Al Qaeda | Dilyana Gaytandzhieva 24
A US Task Force Smoking Gun transportou centenas de toneladas de armas da Europa para a Síria via Qatar em vôos aéreos da Kalitta do Aeroporto de Rijeka, na Croácia, comissionados pelo Pentágono.

De acordo com os documentos de 2019, publicados pelo Arms Watch, as armas que a Task Force Smoking Gun desviou para a Síria, eram originárias da Sérvia. Os compradores eram quatro empresas americanas que haviam sido contratadas pelo governo dos EUA para fornecer armas não convencionais dos EUA (armas não utilizadas pelo exército americano) – Sierra Four Industries, Orbital ATK, Global Ordnance, e UDC.

Os passaportes vazados revelaram quais funcionários do governo americano e empreiteiros privados haviam encomendado, inspecionado e aceitado as armas. Os mesmos nomes foram listados pelo Pentágono como recebedores de um prêmio do Comando Central dos EUA em reconhecimento a seu apoio ao programa de Treinamentos e Equipamentos da Síria – o programa americano de armamento de militantes na Síria.

Os novos contratos do Pentágono de 2020 para rifles búlgaros e sérvios, destinados a Podhum, Croácia, foram concedidos às mesmas empresas americanas: Sierra Four Industries, Global Ordnance, e UDC, que já foram denunciadas por fornecimento ilegal de armas à Síria.

Al Qaeda na Síria

O principal grupo militar ativo na Síria atualmente é o Hayat Tahrir al-Sham (HTS) em Idlib. O grupo terrorista era anteriormente conhecido como Al Nusra Front – a filial da Al Qaeda na Síria, mas renomeou-se para o HTS a fim de receber livremente ajuda militar dos países ocidentais. Isto levanta questões sobre se a Al Qaeda seria a destinatária destas armas na Síria.

***

Dilyana Gaytandzhieva é uma jornalista investigativa búlgara, correspondente do Oriente Médio e fundadora da Arms Watch. Nos últimos dois anos, ela publicou uma série de relatórios reveladores sobre o fornecimento de armas a terroristas na Síria, Iraque e Iêmen. Seu trabalho atual está focado na documentação de crimes de guerra e exportação ilícita de armas para zonas de guerra ao redor do mundo.

Originalmente em Armswatch.com

EUA alimentam a guerra síria com novos fornecimentos de armas aos terroristas da Al Qaeda | Dilyana Gaytandzhieva 25

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui